I FLASH CONTEST DE MODA SUSTENTÁVEL DO FASHION REVOLUTION UBI - COVILHÃ

 

REGULAMENTO

 

Este Concurso é lançado e coordenado pelo comité de organização do Fashion Revolution UBI – Covilhã, que as informa dos procedimentos e acompanha os concorrentes em todo o processo.

 

Sobre os objetivos do Concurso:

1)Sensibilizar a comunidade académica e geral para o desenvolvimento de moda sustentável, impulsionados pela inovação, pelo design e criatividade.

2)Estimular a capacidade criativa e empreendedora dos concorrentes, bem como, difundir junto da comunidade as diretrizes do desenvolvimento de produtos de moda sustentável.

3)Pretende-se que as propostas dos concorrentes valorizem, demonstrem o potencial estético e funcional dos materiais têxteis disponibilizados pelos produtores tendo em consideração o tema do Concurso.

 

Sobre a candidatura:

1)Não há limite de idade para participação no Concurso.

2)As candidaturas poderão ser efetuadas de forma eletrónica ou pessoal.

3)No caso da candidatura eletrónica: A candidatura deverá ser efetuada através do e-mail: fashionrevolution.ubi@gmail.com. Neste caso, será necessário enviar o dossier em anexo e, um documento à parte do dossier as informações pessoais do concorrente -  nome, idade, morada, contacto telefónico.

4)No caso da candidatura pessoal: Os documentos deverão ser entregues em um envelope fechado em um dos seguintes pontos da cidade da Covilhã: Departamento de Ciência e Tecnologias Têxteis da Universidade da Beira Interior (A/C Iolanda Guimarães) ou Cinco Atelier (A/C Ana Gonçalo). Neste caso, no envelope será necessário conter o dossier e, um documento à parte do dossier as informações pessoais do concorrente -  nome, idade, morada, contacto telefónico.

5)O prazo máximo para o envio das candidaturas será dia 01 de maio de 2018, não sendo aceite nenhuma submissão fora deste prazo.

6)Cada concorrente deverá propor um coordenado que deverá ser obrigatoriamente pensado para ser desenvolvido com os tecidos e metragens fornecidas pelos patrocinadores do Concurso, sendo eles:

Burel: Tecido 100% lã, tradicionalmente usado pelos pastores do alto da montanha da Serra da Estrela, cedido pela Burel Factory. Metragem: 3 metros.

Malha Jersey: Excedentes de produção, cedido pela Divazus. Metragem: 2 metros.

Tecido Plano: Excedentes de produção, cedido pelo Departamento de Ciência e Tecnologias Têxteis da Universidade da Beira Interior. Metragem: 2 metros.

7)O coordenado deverá ser pensado considerando os mais diversos biotipos corporais, géneros e idade.

8)Uma das peças do coordenado obrigatoriamente deverá seguir as diretrizes de um dos seguintes conceitos de sustentabilidade:

Upcycling: O conceito de upcycling é simples: consiste em criar peças novas a partir da reutilização de outras peças de roupas ou sobras de tecidos, alargando o ciclo de vida dos produtos.

Zero Waste: O processo de design “zero desperdício” oferece uma alternativa de produção mais limpa, visando à minimização do desperdício já nas fases de design e modelagem, proporcionando nova abordagem ao desenvolvimento de produtos, tornando a produção mais limpa e diminuindo seus impactos ambientais, visando o conceito sustentável do slow fashion.

Peças Modular / Multifuncionais: O vestuário modular, multifuncional ou conversível, compõe-se de vestidos e blusas com alças que podem ser configuradas de várias maneiras ou dependendo da modelagem, transformar a peça numa saia, lenço, capa, bolsa, blusa e vestido.

Sobre o dossier a entregar:

1)Deve incluir memória descritiva, ilustração e fichas técnicas das peças constituintes do coordenado. No caso de o concorrente não dominar a técnica de desenhos técnico, poderá em substituição, apresentar ilustrações individuais das peças que constituem o coordenado.

2)Deverá ter um máximo de 6 páginas, sendo aproximadamente: 1 página em que o concorrente deverá apresentar um moodboard (ou imagem de inspiração); 1 página para o texto em que explicite a sua interpretação do tema proposto; 1 página com a ilustração do coordenado; 3 páginas para fichas técnicas.

3)Para uma avaliação mais justa, em nenhuma página do dossier poderá conter identificação do concorrente (nome, iniciais, alcunha, apelido,...). Os dados do concorrente devem ser entregues em uma folha separada conforme descrito em “sobre a candidatura”, pontos 3 e 4. Dessa forma, o comité de organização do Fashion Revolution UBI – Covilhã, compromete-se a entregar para o júri somente o dossier, não sendo divulgado para o júri, em nenhuma hipótese, a identidade dos concorrentes.

4)No caso da candidatura eletrónica o dossier deverá ser digital e em PDF.

5)No caso da candidatura pessoal o dossier deverá ser em folhas A4.

Sobre a avaliação:

1)Todas as candidaturas serão avaliadas por um júri que selecionará entre 10 a 15 finalistas para produzirem o seu coordenado.

2)O júri será constituído por: 1 designer representante do Comité de Organização do Fashion Revolution UBI - Covilhã; 1 representante do Departamento de Ciência e Tecnologias Têxteis da Universidade da Beira Interior; 1 representante da Câmara Municipal da Covilhã; 1 artista representante do New Hand Lab; Miguel Gigante (Atelier do Burel) e Cristiana Costa (Naz Clothing).

3)Os finalistas serão notificados por e-mail e anunciados pelos canais de comunicação do Fashion Revolution UBI – Covilhã (site, facebook, instagram) no dia 03 de maio de 2018.

 

Sobre a produção dos coordenados finalistas:

1)Os finalistas terão que executar os coordenados a concurso, bem como, propor respetivos acessórios.

2)A entrega de tecidos aos concorrentes será realizada no dia 04 de maio de 2018 na Universidade da Beira Interior. No caso do concorrente finalista não ser residente da zona da Covilhã, os tecidos serão enviados por correio e/ou transportadora.

3)Os coordenados deverão ser entregues com os acessórios no dia 17 de maio de 2018 no New Hand Lab (Covilhã).

4)Os coordenados serão exibidos ao público e para avaliação do júri, no dia 19 de maio de 2018, no New Hand Lab, em horário a definir. Neste desfile também será contando com a participação especial de várias marcas nacionais e sustentáveis a divulgar durante o mês do maio.

 

Sobre a divulgacão dos resultados e prémios:

1)O resultado final do Concurso será divulgado após o desfile, no dia 19 de maio.

2)O vencedor do Concurso terá como prémio um editorial de moda do seu coordenado, realizado pela Onno Models em parceria com a Faire Magazine e, uma estadia de uma noite no Hotel Puralã (Covilhã).

 

Sobre a escolha do melhor modelo em passarela:

1) Afim de apoiar e promover o talento dos modelos da Onno Models, durante o desfile os finalistas do Flash Contest de Moda Sustentável do FRUBI irão votar no melhor modelo, priorizando o seu desempenho na passarela.

2)O melhor modelo eleito, pelos concorrentes, irá protagonizar o editorial de moda para a revista Faire Magazine, utilizando o coordenado do vencedor do Flash Contest de Moda Sustentável do FRUBI.

Notas finais:

Este Concurso decorre com o patrocínio de: Serra Shopping, Onno Models, Faire Magazine, Carmen Cabelereiros, Hotel Puralã, Burel Factory, Divazus, Departamento de Ciência e Tecnologias Têxteis da Universidade da Beira Interior, New Hand Lab, Pousada da Juventude, MiniLab 3D e Câmara Municipal da Covilhã. Com o apoio de: Fashion Revolution Portugal e ModUBI – Núcleo dos Estudantes de Design de Moda da Universidade da Beira Interior.

No caso de qualquer dúvida, contactar através do e-mail: fashionrevolution.ubi@gmail.com